A União Europeia é considerada um Bloco Econômico que é constituído por 27 países. É considerado o mais fluente do mundo, inclusive se enquadrando numa classificação diferente de Bloco Econômico, sendo uma “supranacional econômica e política”. Sua união vai além de áreas economicas, a União Europeia forma uma união econômica, política e social.

Os primeiros passos da União Europeia foram os Tratados de Roma (1951) e a Comunidade Europeia do Carvão e do Aço (1957), além da Euratom (Comunidade Europeia da Energia Atômica). A Euratom tinha como seus integrantes França, Itália, Luxemburgo, Alemanha e Países Baixos. Esse acordo foi pouco a pouco englobando mais países até completar seus atuais membros. República da Macedônia, Croácia, Turquia, e Islândia são nações candidatas a entrar na UE.

O fim da Segunda Guerra Mundial fez a comunidade europeia temer um sentimento que tinha acarretado conflitos, como por exemplo, a própria Segunda Guerra Mundial. Esse sentimento era a nacionalismo exagerado. Para evitar que tais problemas pudessem voltar se teve-se a ideia de unir os europeu numa comunidade mais próxima. Para fazer isso, foi feita a Comunidade Europeia do Carvão e do Aço (CECA), então, o passo inicial para a União Europeia.

Depois da CECA, o tratado de Roma foi assinado. Ele prolongava o tempo de duração da CECA. Além disso, deu-se início à Comunidade Econômica Europeia. Só depois viria a Euratom para permitir a ajuda dos países participantes de se ajudar na produção de energia atômica. No ano de 1967, aconteceu o Tratado de fusão, que serviria para unir os países dos antigos tratados em uma só, que se chamaria Comunidades Europeias.

O início se deu realmente no dia primeiro de novembro de 1993 e foi estipulado pelo “tratado de Maastricht”. Em janeiro de 2002, foi adotado o euro como moeda padrão para os países integrantes da União Europeia. Em 2007, no dia 13 de dezembro, foi assinado o tratado de Lisboa, que é responsável pela regência jurídica da União Europeia.

As intenções da União Europeia, além da já citada de evitar o nacionalismo exagerado, é o comum nos outros Blocos Econômicos: mútua ajuda para ser forte economicamente, além de facilitar negócios entre os países integrantes do Bloco.

Além da tradicional vantagem econômica de participação de Blocos Econômicos, a União Europeia ajuda também no desenvolvimento da população mundial. Existe a “ECHO” ( Comunidade Europeia de Ajuda Humanitária ) que tem fundos para ajudar países em desenvolvimento, como aconteceu no ano de 2006, que foram feitas doações para países do Pacífico e da África. A UE, como um todo, é o maior do mundo. No entanto, essa ajuda não é bem vista por todos. Algumas instituições criticam a distribuição dessa renda, por incluir entre os beneficiados, pessoas com dívidas e estudantes estrangeiros.

Os países que compõem a União Europeia são: Alemanha, Áustria, Bélgica, Bulgária, Chipre, Dinamarca,Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Hungria, Irlanda, Itália, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Países Baixos (Holanda), Polônia, Portugal, Reino Unido, República, Romênia e Suécia. Macedônia, Croácia e Turquia estão em fase de negociação para poder ingressar na UE.

Existe um sistema de eleições para o presidente da UE. A votação acontece pelos membros do conselho europeu. O mandato dura dois anos e meio e pode ser renovado uma só vez. O sistema de poder é o de mantê-lo individual em cada país, mas ceder um pouco para a União (UE).